terça-feira, 22 de julho de 2008

1996/97 - O contrato definitivo de João Vieira Pinto com o Benfica


João Vieira Pinto pendurou hoje as botas e, se bem que não é apanágio deste blogue associar o passado e o presente, hoje é feita uma pequena excepção. Não para recordar golos marcados ao serviço do Benfica, Sporting ou selecção nacional, mas antes tempos em que era o jogador melhor pago em Portugal, ao serviço do Benfica, ao serviço do qual rubricou, em meados da temporada 1996/97, um contrato vitalício, o qual seria rompido por Vale e Azevedo três épocas depois. Apesar do seu grande percurso, fica sempre um ligeiro amargo de boca ao tentar imaginar o que teria sido a sua carreira se tivesse sabido arriscar na altura certa e tentar campeonatos mais competitivos e foi essa decisão de se manter eternamente em Portugal que não o projectou para níveis semelhantes aos de Figo, Rui Costa ou Paulo Sousa.

1 comentário:

David Lopes disse...

O menino de ouro já se sabia vestir bem na altura...